Por que os Filhos da Cruz vivem uma espiritualidade de Pentecostes?

pentecostes na espiritualidade FDC
Arquivo Filhos da Cruz

O Pentecostes é um dos pontos da espiritualidade do Carisma Filhos da Cruz. Ele está presente no seu DNA. A presença do Espírito Santo no Carisma sempre foi marcante, sendo de suma importância para a vida do Carisma.

Quando se fala de Pentecostes entenda-se uma forma especial de agir do Espírito numa dimensão carismática, avivalista e pentecostal.

Sua manifestação se caracteriza pela vivência dos dons carismáticos, pelo avivamento da fé, pela radicalidade da adesão à Cristo, pela intensidade da entrega de si e por um sim a Deus sem reservas.

O Espírito confere intensidade ao Carisma.

É a força que impulsiona o Filho da Cruz a ir além da sua zona de conforto. Ele não só movimenta como também capacita para mergulhar em águas mais profundas (duc in altum). Faz querer estar na sala nupcial. Sem Ele o Filho da Cruz se tornará como uma complexa engrenagem sem graxa.

É o Espírito que leva a viver outros pontos que compõe o cerne da espiritualidade do nosso Carisma, pois nos ensina a sermos mais íntimos de Cristo e também a sermos verdadeiros filhos e escravos de Maria.

É Aquele que comunica ao coração do consagrado o Amor eterno do Pai, que está em todo tempo próximo, acompanhando a alma nos momentos de martírios diários.

Foi o Espírito que levou Jesus até o calvário e o sustentou firme e forte, para que o Pai fosse glorificado por sua entrega de amor. Sendo assim é Ele que vai levar o consagrado até o calvário, sustentando sua missão e sacrifícios, recolhendo tudo isto e entregando ao Pai, a doce fragrância de seu perfume de amor.

Movendo-se sempre em direção ao céu faz da alma uma apaixonada pela santidade e a provoca a tudo fazer para a maior glória de Deus.

O Pentecostes não é opcional para um Filho da Cruz.

Não é possível ser um Filho da Cruz e não ser pentecostal. Não existe Filho da Cruz que não seja Filho de Pentecostes. Sem Pentecostes é impossível exalar o perfume de Cristo no mundo.

Ser Filho da Cruz é ser homens e mulheres cheios do Espírito, por isso necessita passar pelas chamas de amor do Espírito Santo, o que o compromete a clamar incessantemente e insistentemente o Pentecostes em sua vida, para que sua alma seja iluminada com sua graça sempre nova.

Diácono Mário Antônio Caterina

Consagrado Pertença de Aliança

 

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.