Qual a importância da oração pessoal na vida dos Filhos da Cruz?

Todos devem viver a intimidade com Deus
Arquivo Filhos da Cruz

A Comunidade Filhos da Cruz tem em sua espiritualidade a Intimidade com Deus, que consiste no “ápice de um relacionamento pessoal e verdadeiro, sem reservas e sem segredos, constituído na totalidade de ambos”1. Desta forma, não existe intimidade sem oração, sem uma intensa e constante vida de oração, que nos faça sair da margem rumando às águas mais profundas deste oceano que é Deus.

Assim, entre algumas práticas espirituais, temos por vivência diária a oração pessoal. Momento de um encontro íntimo com o Senhor, no qual vamos nos dar a conhecer e buscar conhecê-Lo. Somos convidados a nos colocar na presença de Deus sem reservas, apresentando-nos como estamos naquele dia, entrando em um diálogo. Igualmente, precisamos parar para escutar o que Ele tem a nos dizer, assim a relação vai se construindo e estreitando, “criam-se laços de uma confiança muito arraigada, pautada em um relacionamento de doação total…”1.

Segundo nosso Fundador, a vida de oração é a forma de permanecer na videira, unido ao Senhor (cf Jo 15,1ss). Sendo assim, para que os Filhos da Cruz possam produzir frutos de vida nova, frutos de santidade, é necessário rezar. Gastar-se na presença de Deus, estar com Ele, estar em comunhão com Ele, buscar sempre mais este encontro íntimo com o Senhor.

Existem regras de como fazer a oração pessoal?

Não e sim, esta oração tem como característica a espontaneidade, entretanto, para a nossa Comunidade ela ganha alguns tons particulares. Somos orientados a abranger o pedido de perdão a Deus pelos nossos pecados, o clamor ao Espírito Santo, buscando uma nova efusão e a prática dos carismas, e o louvor.

Entrar em oração é adentrar os átrios interiores do coração de Deus e para isto é necessário reconhecer a minha condição de pecador. Reconhecer a minha realidade, minhas misérias. Fazer o que a palavra diz ”tira as sandálias dos pés, pois o lugar onde pisas é santo”. Nosso Fundador nos traz a realidade de que a Intimidade com Deus pode ser entendida como “um lugar, um espaço sagrado”, ele nos convida a deixar o orgulho, a vaidade e a soberba do lado de fora, “caso contrário não conseguirás ficar aqui”1.

Ainda assim, ao pedir o auxílio do Espírito Santo, é uma oração sempre nova e atual, onde devemos nos deixar conduzir e chegar à vontade de Deus para a nossa vida. Embora não seja algo estanque, esse movimento de dar e receber vai gerando em nosso coração uma oração de louvor, o elevar do nosso coração a Deus que é sempre tão generoso. Levando este momento a ser um círculo virtuoso de amor, entrega, diálogo, intimidade, enfim, de estar na presença do Bom Deus e beber de tudo o que Ele tem a nos oferecer.

Cristine Farias06

Consagrada Pertença de Vida

1 – Escrito Intimidade com Deus – Jeberton Teixeira – Fundador

deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.